Empresa quer tirar parquímetros e contratar mais monitores. Mudança depende do prefeito!

Empresa quer tirar parquímetros e contratar mais monitores. Mudança depende do prefeito!

image-17-1024x485 Empresa quer tirar parquímetros e contratar mais monitores. Mudança depende do prefeito!

A empresa responsável pelo serviço de zona azul em São Manuel, a Smart Zona Azul, quer remover os parquímetros da cidade e contratar mais monitores. O motivo é que o uso dos equipamentos diminuiu drasticamente nos últimos anos, com o surgimento do Pix e a dificuldade de acesso a moedas.

De acordo com a empresa, o aluguel mensal dos parquímetros é de R$ 4.800,00. Por mês, a receita média obtida através deste não chega a R$ 3.000,00. Com isso, o serviço está deficitário.

A empresa alega que a remoção dos parquímetros permitiria a contratação de mais monitores, que são os responsáveis por colocar os tickets eletrônicos nos veículos. Atualmente, parte significativa da receita da zona azul vem dos monitores.

As pessoas podem enviar mensagem pelo WhatsApp ou ligar para um número para solicitar o serviço. O monitor vai até o veículo e coloca o ticket eletrônico. Nem mesmo a instalação do aplicativo é mais necessária. As pessoas gostaram deste atendimento, que remete ao que existia antigamente e as reclamações do serviço caíram drasticamente.

O prefeito Ricardo Salaro, no entanto, se manifestou informalmente contra a mudança. Ele defende que as pessoas devem aprender a usar o aplicativo.

O presidente da Câmara Municipal, Pedro Biandan, quando interpelado no Jornal da Clube desta segunda-feira, 15, disse que se o prefeito aceitasse a proposta e fizesse uma alteração no contrato, os vereadores certamente seriam favoráveis.

O vereador Kleber Benvindo apresentou uma indicação neste sentido em dezembro. A Câmara ainda não recebeu nada oficial da Prefeitura.

Avaliação

A proposta da empresa de zona azul de São Manuel é interessante, pois poderia melhorar a eficiência do serviço. A remoção dos parquímetros reduziria os custos e permitiria a contratação de mais monitores, o que melhoraria o atendimento ao público.

No entanto, a decisão final cabe ao prefeito Ricardo Salaro. Ele deve levar em consideração os argumentos da empresa e dos vereadores, bem como a opinião da população, o que nem sempre acontece.

Thiago Melego

Radialista e jornalista. Formado em administração de empresas, gestão de recursos humanos, MBA em negociação e vendas. Atualmente cursando Análise e Desenvolvimento de Software.

Os comentários estão fechados.

Proudly powered by WordPress | Theme: Content by SpiceThemes

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com