Vereadores votam contra admissão de denúncia contra o presidente Benetti

A Câmara Municipal se reuniu nesta segunda-feira, 20 de setembro de 2021, para votar favorável ou não ao recebimento de uma denúncia contra o presidente da casa, vereador Antônio Benetti Jr. Por 12 votos a 1, foi negado o recebimento da denúncia.

Na oportunidade, o denunciado se absteve da votação e assumiu a presidência, seu vice, Paulo Zapparoli. O suplente José Luiz Rubin (Major Rubin) também foi convocado para comparecer a sessão, uma vez que este é o suplente do Benetti e assumiu durante a votação.

Diogo Vitoretti e Antônio Benetti Jr.

Veja como votaram os vereadores:

Ailton Morrão – não
André Moscatelli – não
Charles Ribeiro – não
Hionita Verniano Peres – sim
Jacó Ferreira dos Santos – não
João Paulo Piovan – não
José Luiz Rubin – não
Kleber Benvindo – não
Omar Matthielli de Carvalho – não
Paulo Zapparoli – não
Pedro Biandan – não
Ricardo Motorista – não
Rubens José da Silva – não

O denunciante Diogo Vitoretti dos Santos alegava que o vereador “agiu de má-fé e total deslealdade, tanto para com a Justiça, como para os credores”, ao não quitar dívidas com o comércio local e, após realizar acordos para a quitação e informar endereços para as respectivas cobranças, proceder mudanças de endereços (mudar-se de residência sem aviso prévio).

Em seu pronunciamento, a vereadora Hionita disse que também responde a vários processos e ainda citou o prefeito Ricardo Salaro: “Uma coisa aprendi com nosso prefeito, que toda denúncia, seja ela anônima ou não, deve ser apurada; […] Eu não estou votando pela cassação do vereador, mas sim pelo direito dele se defender, assim como ouvirmos o denunciante, então eu voto sim”.

Já o vereador Ricardo Motorista, alegou que também teve em sua vida momentos de dificuldade financeira e que com ajuda, conseguiu resolver tudo e agora, espera que o vereador Benetti tenha a oportunidade de fazer o mesmo.

O suplente José Luiz Rubin (Major Rubin) também fez o uso da palavra, chegou a dizer que ele seria interessado em uma eventual cassação, já que ele tomaria posse, mas que moralmente, por sua formação militar e em direito, ele votaria não.

thiagomelego

thiagomelego

Jornalista por tempo de serviço, Radialista, Administrador, tecnólogo em Recursos Humanos. Estuda Análise e Desenvolvimento de Sistemas.