PM prende homem por violência doméstica, danos e porte ilegal de arma de fogo em Pratânia

PM prende homem por violência doméstica, danos e porte ilegal de arma de fogo em Pratânia

No dia 19 de maio de 2024, por volta das 21h30, policiais militares da 2ª Companhia do 12º Batalhão de Polícia Militar do Interior foram acionados para atender uma ocorrência de violência doméstica no município de Pratânia. A vítima, em busca de proteção, relatou que seu companheiro chegou em casa embriagado e, durante uma discussão acalorada, arremessou um copo de vidro nela, causando medo e desespero. Além disso, o homem a ameaçou com uma faca, intensificando o clima de terror e insegurança dentro do lar.

Sentindo-se em perigo iminente, a vítima decidiu se refugiar na casa de sua filha e solicitou a intervenção policial. A prontidão da Polícia Militar foi crucial para o desenrolar dos acontecimentos. Ao chegarem ao local da ocorrência, os policiais flagraram o homem em um momento de fúria, destruindo objetos e eletrodomésticos dentro da residência. A cena refletia a gravidade da situação e a necessidade de uma intervenção rápida e eficiente.

Os policiais, ao constatarem a situação, agiram de maneira decisiva. Com base nos relatos da vítima e na evidência de destruição, o homem foi abordado imediatamente. Após a abordagem, ele recebeu voz de prisão em flagrante pelos atos de violência doméstica, danos materiais e pelas ameaças proferidas. A ação efetiva da Polícia Militar não só interrompeu a violência em curso, mas também garantiu a segurança da vítima, evitando que o cenário se agravasse ainda mais.

Durante a abordagem, os policiais militares efetuaram uma busca minuciosa no veículo do suspeito. Neste processo, foi encontrado um revólver calibre 32, carregado com seis munições, além de mais seis munições sobressalentes, escondidos sob o banco do motorista. A descoberta do armamento ilegal foi crucial para a sequência das ações policiais. Imediatamente, o homem foi detido e conduzido à Delegacia de Polícia Civil de Botucatu para a formalização dos procedimentos legais.

Na delegacia, a autoridade policial ratificou a voz de prisão, confirmando a gravidade das acusações de violência doméstica, danos e porte ilegal de arma de fogo. O delegado responsável determinou que o indivíduo fosse encaminhado à cadeia pública de Itatinga, onde aguardará os trâmites judiciais subsequentes. 

Share this content:

Thiago Melego

Radialista e jornalista. Formado em administração de empresas, gestão de recursos humanos, MBA em negociação e vendas. Atualmente cursando Análise e Desenvolvimento de Software.

Os comentários estão fechados.
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com