CIDADE TERÁ MAIS UM FERIADO? AUDIÊNCIA DISCUTIRÁ O ASSUNTO NESTA SEGUNDA-FEIRA

CIDADE TERÁ MAIS UM FERIADO? AUDIÊNCIA DISCUTIRÁ O ASSUNTO NESTA SEGUNDA-FEIRA

Após uma polêmica acerca da recriação do feriado da consciência negra em 20 de novembro, a Câmara de São Manuel realiza uma audiência pública nesta segunda-feira, 31 de outubro de 2022, às 19h30, para discutir a retomada ou não deste feriado.

image-26-1024x1024 CIDADE TERÁ MAIS UM FERIADO? AUDIÊNCIA DISCUTIRÁ O ASSUNTO NESTA SEGUNDA-FEIRA

Essa será a oportunidade especialmente dos empresários e empreendedores sentarem-se juntos com outros segmentos da sociedade para debater sobre o assunto, de maneira que todos sejam beneficiados.

O dia 20 de novembro chegou a ser feriado na cidade por alguns anos, desde que o projeto de lei foi aprovado na última gestão do ex-prefeito Tharcílio Baroni Jr. (2009 – 2012); Na gestão seguinte, do ex-prefeito Marcos Monti (2013 – 2016), atendendo a um pedido do Sindicato do Comércio e Associação Comercial, o feriado foi revogado e tornou-se uma semana da consciência negra.

Tanto o Sindicato do Comércio, como a Associação Comercial, alegaram na época que o fato de existir o feriado de finados (02 de novembro) e da proclamação da república (15 de novembro no mês), já afetava a economia. A situação ficava crítica pelo fato dos demais municípios da região não terem esse feriado, o que gerava uma fuga das pessoas que gastavam em outras cidades.

Na oportunidade ficou acordado que uma agenda toda especial seria feita para substituir o feriado, mas, na pratica, nem sempre isso ocorreu, gerando um certo descontentamento, especialmente da população negra.

Recentemente o presidente da Câmara, Antônio Benetti Jr., apresentou um projeto para recriar o feriado, porém, a classe empresarial caiu em cima do projeto e o assunto virou uma tremenda discussão, já que a revogação do mesmo, se deu pelo fato de o mês de novembro já ter dois feriados e um a mais, afetava as empresas.

Durante entrevista a Thiago Melego e Cicarelli na Rádio Clube, Benetti chegou a dizer que se tratava de um projeto para incentivar a criação de um grande evento e que esse pudesse inclusive agregar na cultura e na economia da cidade, porém, nada disso constava no projeto, que se limitava a tratar de “mais um feriado”.

Na ocasião, o Sindicato do Comércio chegou e pedir para que o vereador não apresentasse a proposta sem antes organizar uma reunião com todas as partes envolvidas, o que num primeiro momento, segundo seus diretores, havia sido rechaçado pelo autor do projeto.

Share this content:

Thiago Melego

Radialista e jornalista. Formado em administração de empresas, gestão de recursos humanos, MBA em negociação e vendas. Atualmente cursando Análise e Desenvolvimento de Software.

Os comentários estão fechados.

Proudly powered by WordPress | Theme: Content by SpiceThemes

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com