Dose adicional de vacina contra covid começa a ser aplicada segunda-feira

Vacinação continua sendo feita no poliesportivo

Toda a população adulta com idade a partir dos 18 anos poderá se vacinar com a dose adicional (terceira) contra o COVID-19. A nova orientação do Plano Estadual de Imunização (PEI) segue a diretriz do Programa Nacional de Imunização (PNI) e vale para todas as pessoas que tomaram as duas doses há pelo menos cinco meses, ou seja, quem completou seu ciclo vacinação até o mês de junho.

A Diretoria Municipal de Saúde anunciou que irá começar a imunizar as pessoas com 18 anos ou mais de idade com a terceira dose a partir da próxima segunda-feira, dia 22, com a vacina que estiver disponível em seu estoque. A vacinação continuará sendo realizada no POLIESPORTIVO, das 9 às 15 horas, de segunda à sexta-feira. Porém, a Diretoria de Saúde estuda levar a vacinação até os bairros da cidade, inclusive estendendo o horário da imunização, onde haja uma incidência maior de pessoas que ainda não foram imunizadas, nem com a segunda dose. Esse número, felizmente, vem caindo diariamente e a Vigilância Epidemiológica do Município monitora a situação.

Dose adicional agora após 5 meses

A dose adicional era recomendada inicialmente apenas a quem tinha mais de 60 anos de idade, aos profissionais da saúde e imunossuprimidos, com um intervalo de seis meses. Com a nova determinação, os maiores de 18 anos, com intervalo de 5 meses após terem tomado a segunda dose, poderão receber a dose adicional.

Importante destacar que os imunizantes disponíveis na rede pública de saúde são seguros, eficazes e podem ser utilizados nesta estratégia vacinal. Assim, no Estado de São Paulo o imunizante para a dose de reforço será aquele que estiver disponível no posto de vacinação: Pfizer, Coronavac e até mesmo Astrazeneca.

Ainda seguindo o Governo Federal, quem tomou a dose única da vacina da Janssen deverá tomar uma segunda dose após oito semanas e, após cinco meses de completar o ciclo vacinal, já poderá receber a dose de reforço. O Estado de São Paulo, porém, não conta com estoque deste imunizante e aguarda o envio de doses do Ministério da Saúde para definir a adesão às novas diretrizes com relação a esta vacina e poder passar para as pessoas que foram imunizadas com essa vacina, até então, cuja orientação inicial era que seria necessária uma única dose.

thiagomelego

thiagomelego

Jornalista por tempo de serviço, Radialista, Administrador, tecnólogo em Recursos Humanos. Estuda Análise e Desenvolvimento de Sistemas.