Crônica: Mãe é mãe, por José Luiz Ricchetti

Minha mãe sempre foi uma pessoa especial, mas ouvir isso de um filho é quase que redundante.

Todos nós filhos, sempre temos nossas mães como um ser especial, aquela que mora no nosso coração e nos traz muitas lembranças boas, desde os primeiros momentos do nascimento, quando nos acolhe para a primeira mamada, até os momentos das primeiras agruras, dos obstáculos e das dificuldades, quando então voltamos correndo para buscar o colo, o afago, o apoio e a orientação.

Para mim, como filho, graças a Deus, não foi diferente. Apesar da minha mãe ter virado uma estrelinha no céu, ainda muito cedo, ela sempre esteve muito presente na minha vida, seja no dia a dia, nos primeiros passos, nas primeiras dificuldades, e até muito tempo depois da sua passagem, quando tive o privilégio de continuar a receber orientações dela, através da psicografia.

Algumas dessas passagens, ficaram de tal maneira gravadas na minha alma e no meu coração e por serem tão bonitas e profundas, decidi que não podiam permanecer só comigo e que devia partilhá-las com todos vocês:

Quando me terminei o meu primeiro curso superior e me formei em engenharia, me lembro que minha mãe, com a doçura de sempre, me chamou e disse assim:

– Filho, agora é que você vai começar a trilhar o caminho da sua vida, é a partir de agora que você vai começar a ser dono do seu próprio destino, então eu gostaria de lhe dar alguns conselhos:

As coisas mais importantes na vida de qualquer pessoa, são: o trabalho, a família, a saúde, os amigos e o nosso espírito.

O trabalho que você vai iniciar é muito importante, mas dessas cinco coisas que mencionei o trabalho é o mais fácil de ser ajustado, caso surjam problemas, pois sempre se pode mudar de emprego, mudar de carreira, ou fazer uma readaptação na vida profissional.

Mas se tiver problemas com qualquer das outras quatro, elas sempre deixarão marcas na sua vida e na sua alma, que você levará até o fim dos seus dias aqui na terra.

Portanto cuide sempre muito bem de todas essas outras quatro coisas: a família, a saúde, os amigos e o espírito pois serão elas que lhe darão o equilíbrio necessário para toda a vida.

Você deve estar então se perguntando: Como posso fazer isso?

Vou então dizer algumas coisas que poderão lhe ajudar:

  • Nunca se compare a ninguém!

Todos nós somos pessoas únicas e cada um de nós é diferente, mas somos todos especiais perante Deus.

Não se atente para os que os outros acham importante para você, mas faça a sua própria análise e a sua própria escolha baseada no que sente e lembre-se de dar sempre a você mesmo o devido valor!

  • Valorize o que lhe toca o coração e deixa marcas na sua alma!

Ame e se deixe ser amado, se apegue as pessoas e as coisas que você guarda no coração e na alma, pois sem elas a vida não tem sentido. Viva cada dia como se fosse o último, pois se entender isso viverá todos os dias da sua vida, tirando dos sentimentos o melhor que a vida poderá lhe proporcionar.

  • Nunca desista dos seus sonhos!

Nunca deixe algo por terminar, ainda que exija mais e mais esforços. Não somos perfeitos, mas temos sempre que tentar tudo até o fim, até sentirmos que não há mais o que fazer, mesmo assim temos que aceitar a derrota, aprender com ela e estar pronto para recomeçar tudo novamente!

  • O amor é fundamental na vida de todos nós!

Lembre-se que a melhor forma de ter o amor com você é começar a distribuí-lo. O amor tem asas e tem que ser livre, por isso dê asas ao amor que logo o terá de volta às suas mãos, totalmente renovado e fortalecido. Só com o amor impregnado na sua alma a sua vida será feliz!

  • Procure aprender e ensinar!

A vida se torna mais leve tendo o conhecimento como um aliado, mas lembre-se de que o conhecimento é um tesouro que devemos partilhar. Esteja também atento a velocidade da vida e ao caminho que está trilhando. O nosso mundo, hoje está tão corrido que muitos correm tanto que até se esquecem para onde estão indo.

  • Tenha sempre muito cuidado com o tempo e as palavras!

O tempo e as palavras são duas coisas que não temos como recuperar. As palavras quando saem da nossa boca, não voltam mais as mesmas, e o tempo, ah… o tempo, esse é como a água do rio que passa pela ponte e não volta mais. Assim dê muita atenção ao que diz e procure dar os passos na vida, sempre um de cada vez, mas com o devido respeito ao tempo.

E por fim, viva o hoje e cada dia como se fosse o último, pois como disse Dai Lama:

“Só existem dois dias no ano que nada pode ser feito, um se chama ontem e o outro amanhã, portanto hoje é o dia para amar, acreditar, fazer e principalmente viver!”

Se seguir tudo isso, meu filho, terá boas possibilidades de ser feliz e de deixar um legado nesta terra! 

Trilha pois o seu caminho e que Deus o acompanhe hoje e sempre!

José Luiz Ricchetti – 27/08/2021

thiagomelego

thiagomelego

Jornalista por tempo de serviço, Radialista, Administrador, tecnólogo em Recursos Humanos. Estuda Análise e Desenvolvimento de Sistemas.