São-manuelenses integram estudo envolvendo a coronavac

Vários são-manuelenses estão integrando um Estudo de Farmacovigilância Ativa de Eventos Adversos Pós-Vacinação com a vacina adsorvida Covid-19 (inativada) – da Sinovac e do instituto Butantan. Trata-se de um estudo com a participação da Faculdade de Medicina de Botucatu – Unesp e da USP de São Paulo e Ribeirão Preto.

Esse estudo tem como objetivo aprimorar o conhecimento da segurança da vacina Covid-19 produzida pela Sinovac/Instituto Butantan, conhecida como CORONAVAC, conhecendo as reações causadas após a vacinação e terá duração de aproximadamente 03 meses. Estão sendo convidadas as pessoas inseridas no Programa Nacional de Imunização do Ministério da Saúde, ou seja, todas pessoas maiores de 18 anos de idade, que estão sendo imunizadas em São Manuel.

No caso desta pesquisa, o centro é coordenado pelo Prof. Paulo Villas Boas, docente do Departamento de Clínica Médica da Faculdade de Medicina de Botucatu e acontece na cidade de São Manuel, onde tem o apoio da Diretoria de Saúde. A equipe é composta por dois professores da Faculdade de Medicina de Botucatu – Unesp, dois médicos, duas enfermeiras e dois técnicos administrativos.

O procedimento da pesquisa:
No dia da vacinação a pessoa é convidada para participar sendo explicado todos procedimentos a serem adotados. A seguir, assina documento chamado termo de consentimento livre e esclarecido.

Passa por avaliação clínica pela equipe e recebe a primeira dose da vacina.
Espera 30 minutos, sendo reavaliado sobre ocorrência de alguma reação adversa.
Posteriormente será realizado contato telefônico após 3 e 7 dias.

No dia da segunda dose (após 28 dias da primeira dose) será reavaliado do mesmo modo, com acompanhamento por 30 minutos.

Será realizado contato telefônico após 3, 7 e 42 dias após segunda dose.
É importante ressaltar que a pessoa poderá ser vacinada, se assim desejar, mesmo que decida não participar do estudo, pois a vacinação não faz parte dos procedimentos do estudo.

O objetivo é incluir até 300 pessoas na realização da pesquisa. Assim diariamente a equipe da Unesp de Botucatu se dirige para o posto de vacinação de São Manuel, onde recrutar as pessoas voluntárias.
O professor Dr. Paulo Villas Boas, ressalta que a vacinação contra COVID-19 e a manutenção das medidas de prevenção são as medidas mais importantes para o controle da pandemia.

“Quero aproveitar a oportunidade para agradecer todo apoio da Diretoria Municipal de Saúde de São Manuel e dos profissionais que estão participando diariamente da vacinação de toda população. Esse estudo será de grande importância para que possamos contribuir com maiores detalhes sobre os possíveis efeitos e reações causadas pela vacina”, disse Villas Boas.

thiagomelego

thiagomelego

Jornalista por tempo de serviço, Radialista, Administrador, tecnólogo em Recursos Humanos. Estuda Análise e Desenvolvimento de Sistemas.