Segmento cultural movimentou R$ 245 mil em São Manuel durante a pandemia

Toda a força tarefa iniciada pelo Diretor de Cultura, Arnaldo Catalan, começa a dar excelentes resultados. Através da Diretoria de Cultura e Lei Aldir Blanc, a pasta proporcionou ganho direto e indireto à mais de 220 trabalhadores do segmento cultural. Grupos musicais, artesãos, dançarinos, atores, produtores, desenhistas, videomakers, entre outros movimentaram diretamente R$ 245 mil.

Esses contemplados envolveram direta e indiretamente 188 trabalhadores da cultura como técnico de som, iluminação, produtores, artesãos, maquiadores, assistentes de palco, além do comércio local que forneceu material para seus eventos. Entre shows no formato de LIVE, vídeos, lançamento de álbuns, gravações de aulas, artesanato e outros, o público expectador foi de milhares de expectadores.

Muitos não sabem, mas quando o governo liberou estes recursos, Arnaldo, através de colegas do ramo cultural, promoveram uma força tarefa para conseguir localizar as pessoas do ramo, auxiliar na elaboração dos projetos e esclarecimento de dúvidas.

O diretor de Cultura Arnaldo Catalan lembra que “cada evento cultural que acontece ganha financeiramente o artista, o comércio, o restaurante, o pipoqueiro, o setor de comunicação, o designer, entre outros”.

Segundo o prefeito Ricardo Salaro, “com o advento da Lei Aldir Blanc, pudemos cadastrar e mapear 78 artistas e grupos nos mais diversos segmentos culturais. Com essas informações e com o fortalecimento do Conselho Municipal de Cultura vai ser possível extrair sugestões e projetos de longa duração para atender nossos artistas”.

Na expectativa do pós-pandemia, com a reforma do Teatro, do Museu e da Estação e aproveitando o reaquecimento cultural de São Manuel, certamente a cidade será exportadora de cultura.

thiagomelego

thiagomelego

Jornalista por tempo de serviço, Radialista, Administrador, tecnólogo em Recursos Humanos. Estuda Análise e Desenvolvimento de Sistemas.
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com