Sabesp vai instalar usinas solares em São Manuel, Conchas, Pederneiras e Salto de Pirapora

A Sabesp está iniciando a implantação de quatro Usinas Fotovoltaicas do Programa de Geração Distribuída da Companhia, como parte dos investimentos em ações voltadas à inovação, eficiência e sustentabilidade para aproveitamento energético disponível em suas instalações. Cada uma dessas unidades de geração de energia solar será instalada no entorno das estações de tratamento de esgoto (ETEs) da Companhia nos municípios de Conchas, Pederneiras, Salto de Pirapora e São Manuel, totalizando uma potência instalada de 8MW, com capacidade para suprimento de cerca de 6.250 residências.

A implantação dessas quatro unidades vai se somar à usina fotovoltaica já inaugurada pela Sabesp em fevereiro nas dependências da ETE do município de Orindiúva, a primeira usina fotovoltaica de 1 MW do Programa de Geração Distribuída da Companhia. No caso das unidades de Conchas, Pederneiras, Salto de Pirapora e São Manuel, as unidades já foram licitadas e seguem nos serviços de instalação de canteiro, manutenção e conservação da área até a efetiva implantação das usinas fotovoltaicas.

A energia produzida nessas unidades vai gerar compensação de créditos no total de consumo de energia elétrica que a Sabesp utiliza em suas instalações operacionais de água e de esgoto. Ao usar o sol como fonte de energia limpa e renovável, a Sabesp evita a emissão de CO2 na atmosfera e reduz gases de efeito estufa. O Programa de Geração de Energia Fotovoltaica por Geração Distribuída tem investimentos da ordem de R$ 245 milhões financiados pelo BID Invest para implantação de 33 usinas fotovoltaicas em áreas da Companhia contíguas às instalações operacionais, em sua maioria de ETEs tipo lagoa, principalmente no interior do Estado. A estimativa de energia gerada corresponde a 4,5% de toda a energia consumida na Sabesp (dado base dezembro/18).

Segundo o gerente de departamento de Gestão e Desenvolvimento Operacional da Sabesp na região de Botucatu, Fábio Henrique Moura Biz, a conta de energia elétrica da regional da Companhia corresponde a 26% dos custos operacionais da unidade que atende os municípios localizados na área do Médio Tietê. “Portanto, é obrigatório que soluções que tragam melhoria na rentabilidade dos nossos negócios, firmando a Sabesp como empresa sustentável”, disse.

thiagomelego

thiagomelego

Jornalista por tempo de serviço, Radialista, Administrador, tecnólogo em Recursos Humanos. Cursa MBA em Negociação e Vendas. Estuda Análise e Desenvolvimento de Sistemas.
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com