AS 10 MAIORES EMOÇÕES QUE NÃO SE REPETEM NESTA VIDA

by thiagomelego 1 de março de 2021 at 8:28 PM
Comentários desativados em AS 10 MAIORES EMOÇÕES QUE NÃO SE REPETEM NESTA VIDA
Close up portrait of young people isolated on black studio background. Photoshot of real emotions of models. Wondering, exciting and astonished. Facial expression, human emotions concept.

Acho que todos nós, que já atingimos a maturidade, sabemos que existem momentos nesta nossa vida que são únicos e que ficam guardados para sempre na nossa memória, no nosso coração e cujas emoções e sensações dificilmente irão se repetir.


Alguns desses momentos até podem acontecer outra vez de modo parecido, mas nunca terão o mesmo sabor, a mesma emoção, a mesma intensidade, o mesmo significado, até porque ocorrem dentro de um contexto que nunca mais se repetirá.


Por isso é que precisamos dar sempre atenção, tanto nas grandes, quanto nas pequenas coisas que nos acontecem na vida, a partir do dia em que nos entendemos por gente. 


Apesar de ser uma frase padrão e bem conhecida ela não deixa de continuar a ser uma grande verdade: “A nossa vida é feita de momentos, momentos bons e momentos ruins”.


Assim cabe a cada um de nós aprender a tirar sempre o melhor de cada um desses momentos que vão surgindo pela vida e pelos quais vamos passar.


Talvez esta minha lista não seja exatamente a sua, mas com certeza muitos destes itens fizeram com que você tivesse sentido uma emoção única ao participar deles, de ter sido o protagonista principal e com certeza muitas dessas emoções estão até hoje guardadas no seu coração como uma daquelas sensações que você sabe que jamais voltará a ter outra igual nesta vida. 


Vamos lá?

1. PRIMEIRA NOTA ALTA 


Mesmo que você não tenha sido um ótimo aluno, mesmo que você não tenha sido um ‘nerd’ ou ‘cdf’ você deve ter tido algum momento, não importa a matéria, em que tirou uma nota alta ou um dez. 


Com certeza essa sensação, a satisfação que você teve naquele dia, é daquelas coisas que nos marcam e que nunca mais irá se repetir pois terá sido o seu primeiro sabor de vitória, a primeira vez em que se superou… 

2. PRIMEIRO BEIJO


Mesmo que, possa até ter sido meio sem graça (pela falta de experiência) a emoção de dar o primeiro beijo é daquelas lembranças que jamais se esquece e que fica gravada na memória. 

É tão marcante que se passam décadas e você continua a se lembrar do rosto adolescente, da roupa, do cabelo, do local em que estavam e até do perfume que pairava no ar. 

É daquelas emoções que você nunca mais terá uma igual na sua vida, pois mesmo que dê ou receba muitos beijos no decorrer dela, eles não terão o mesmo sabor e a emoção do primeiro, pois foi único…


3. PRIMEIRO AMOR


Amar pela primeira vez, sentir a indescritível emoção do coração bater acelerado quando se fica junto, o rubor da face, o suor das mãos nervosas, a sensação do encostar de braços, pegar na mão pela primeira vez, são coisas que só acontecem quando surge o primeiro amor e que marca definitivamente a sua vida, independente de quanto tempo durou ou quando e como terminou…


O fato é que foi o seu primeiro sentimento em relação a alguém e ele lhe impressiona para sempre e permanece guardado no seu coração como uma daquelas experiências únicas e singulares da sua vida, pois foi o primeiro…

4. PRIMEIRO BAILE 

Entrar no salão ou na balada pela primeira vez, ouvir o som da orquestra ou da banda, tomar a primeira bebida com sua turma de amigos, sentir o nervosismo e a ansiedade antes de dançar pela primeira vez, sentir os joelhos tremerem, a pele arrepiar e o suor molhar suas mãos, são daquelas coisas que não se repetirão jamais. 


São coisas que só se sente no dia em que você vai ao primeiro baile.

É quando percebe que já não é mais criança, que não tem mais a tutela dos pais e pode paquerar, dançar, dar o seu primeiro gole, talvez o primeiro beijo ou tomar o seu primeiro fogo. Tudo isso por sua própria conta e risco. 


É uma daquelas sensações indescritíveis de liberdade que nunca mais sentirá igual…. 

5. PRIMEIRO VESTIBULAR


O Vestibular é um dos primeiros dos grandes desafios que o jovem, que quer fazer um curso superior, enfrenta. 

É quando você tem que ir à luta e estudar um ano inteiro, perdendo festas, viagens e fins de semana.


Não é desafio para qualquer um. Normalmente é um ano de grandes sacrifícios!


É nessa hora que você percebe que o seu futuro está ali, nas suas mãos e depende só de você. 

Você sabe que os seus pais ajudaram de um jeito ou de outro e muitos deles se desdobraram para que você tivesse essa oportunidade que a maioria deles nem sequer conseguiu pensar. 


É a hora de estudar para valer e assumir essa responsabilidade. 

Talvez seja a primeira vez que isso está bem claro para você e aí vem aquele frio na barriga de enfrentar o exame sozinho, sem cola e sem nenhum amigo para ajudar, sem a mãe ou o pai para estar do lado. É você e o exame vestibular ou hoje Enem!


Então, quando você vê o seu nome na lista de aprovados daquela faculdade que você almejou tanto é uma explosão de alegria e uma satisfação sem igual! 

É aquela sensação do dever cumprido, da compensação pelos inúmeros sacrifícios, pelas horas mal dormidas e que poucas vezes na vida você vai ter de novo recheada de tantas expectativas e com essa intensidade….


É aquele grito entalado que sai da garganta: 

– Caraca meu! Valeuuuuuuuuuu!

6. PRIMEIRO DIPLOMA

O vestibular passou, você é o calouro, tem a cabeça raspada ou os cabelos coloridos, o rosto pintado, vem o pedágio para a cerveja dos veteranos, os trotes…. 

Mas é festa! Afinal você virou universitário! Pertence a uma classe privilegiada que tudo pode (ou quase).


Serão 4 ou 5 anos ou mais de estudos misturado com muita irresponsabilidade, natural de todo estudante…. 


Afinal virão as festas da Facu, os jogos universitários, as inúmeras farras e bebedeiras, as namoradas (os) e ‘ficantes’…. Vale ‘quase tudo’…

Mas tudo isso passa muito rápido e quando você percebe já é o dia da formatura, a esperada colação de grau, com suas becas, diplomas e juramentos…. 


Se ver formado, no meio daqueles colegas mais chegados e que não sabemos quando e se veremos novamente é uma sensação estranha, mas excitante. 


É aquela sensação que mistura alegria e tristeza. 

Alegria de ver que tudo valeu a pena e você é agora um diplomado na área que escolheu e vai à luta no competitivo mercado de trabalho, em busca do seu primeiro emprego. 


É a tristeza de saber que a vida de universitário acabou e é hora de deixar muitos daqueles amigos para trás e também a irresponsabilidade…


Nunca mais na vida você terá essa gostosa sensação de alegria e tristeza juntas e de saber que virou do ser irresponsável a um ser responsável, mas carrega ainda um pouco daquela gostosa alegria de recém-formado. 


Quando a festa e o baile acabam você instantaneamente vira o profissional diplomado, aquele ser cheio de novas responsabilidades! 


Você nunca mais sentirá tudo isso de novo!

7. PRIMEIRO EMPREGO


Curriculum Vitae é a primeira providência que temos que fazer logo depois que passa a ressaca da formatura. 


Parece uma obra sem fim pois temos que achar cursos, predicados e qualidades que não sabemos de onde tirar. E ainda montar tudo para parecer bem profissional e sem encher linguiça! 


Não é fácil, mas vamos lá!

Depois vêm as entrevistas e aquela insegurança de imaginar o que vão pensar de nós, o que vão nos perguntar e se tudo o que aprendemos sairá pela nossa boca, vencendo o nervosismo para convencer o entrevistador. 

O nervoso toma conta, a ansiedade nem pensar! 

Muitas entrevistas, esperas que não acabam mais, até que vem o dia da boa notícia e você tem vontade de sair na rua e gritar para o mundo todo que você está empregado! 


– Pai, Mãe, consegui meu primeiro emprego! 


Você sabe agora que no final do mês vai ganhar o primeiro salário e é uma emoção incrível que jamais se repetirá, pois é o seu primeiro emprego! 

8. PRIMEIRA CASA


Você já está ficando experiente, ganhando o seu próprio salário. Viver com os pais lhe garantiu uma boa economia e aí vem aquele dia que você já tem a cara metade e o dinheiro para dar de entrada na sua primeira casa.

A sensação de abrir a porta pela primeira vez da sua própria casa é quase igual a satisfação de uma criança que ganhou o seu primeiro sorvete! 

Você conseguiu! Você trabalhou e comprou o seu primeiro bem imóvel, sem depender de ninguém. 

É algo que veio só do seu esforço e da sua capacidade e agora vai lhe dar a tranquilidade de ter onde morar, mesmo que lhe custe uma boa prestação e um condomínio todo santo mês. 

Mas a emoção e sensação de independência da compra do primeiro imóvel, só se sente uma vez!


9. NASCIMENTO DE UM FILHO


O nascimento de um filho acredito que transcende as 8 emoções e sensações anteriores. 


Acho que Deus nos concede filhos para nos apresentar uma das provas mais difíceis que é de amar o outro muito mais do que a nós mesmos.

Quem não ama mais o próprio filho que a si mesmo? Qual o pai ou mãe que não daria a vida pelos seus filhos?

É daqueles momentos da vida em que você tem a certeza de que mesmo sabendo que não ficará para semente agora vai deixar algo de seu neste planeta. 

Deixará um ser que tem o seu sangue, que veio de ou através de você. 

É muito amor envolvido!


Por outro lado, você sente o peso da responsabilidade. Agora não é mais só você e a sua cara-metade, mas você passa a ter mais uma pessoa, um ser pequenino e indefeso que depende totalmente de vocês dois.

Tudo na sua vida muda instantaneamente e não se pensa mais a dois, mas a três! 

Acredito que é a sensação mais sincera, pura e verdadeira de amor o que se sente por um filho. 

É aprova viva de que Deus já sabia do que você precisava antes mesmo que você o descobrisse.

Olhar pela primeira vez para um filho recém-nascido é uma sensação indescritível e forte demais para ser explicada a quem não pode ter ainda essa experiência….

10. PRIMEIRO NETO


Já se disse que ser avô ou avó é ser pai ou mãe duas vezes. 


Acredito mais que netos são como heranças, você os ganha sem merecer, sem ter feito praticamente nada e de repente, eles caem do céu.

Eles vêm completamente grátis, sem dores, sem choro. É só alegria! 

De repente aquele bebê do qual você morria de saudades de voltar a pegar no colo e que hoje é um marmanjo e que só pode vê-lo pequenino de novo, nas velhas fotografias e naqueles filmes ‘Super 8’ aparece de novo, agora como neto. 


E logo vem alguém, lhe coloca um bebê no colo e diz: 

– Olha aqui está o seu primeiro neto!

E além disso, o mundo inteiro ainda reconhece que você tem passe livre para só amar. E que pode ser com extrema extravagância, sem se preocupar com mais nada. 

Ter o primeiro neto é ganhar a oportunidade de amar sem o compromisso do tempo. Pois você passa a ter todo o tempo do mundo e nem percebe.

É poder gastar esse mesmo tempo todo com ele, aliviado daquela parte feroz chamada responsabilidade. 


É a mistura de amor, liberdade e maturidade que lhe permite amar sem precisar pensar em nada. É estar simplesmente livre para curtir e brincar com o neto. 


É como sentir o vento frio estando bem agasalhado. É como apanhar rosas sem espinhos, ou colher flores mesmo sem ter que regá-las. 


Os netos são verdadeiros pingos de esperança que veem como uma chuva de verão em solo seco. 


É como viver duas vezes, descobrindo que amor não envelhece e que nossa sabedoria nunca acaba e nem se perde com os anos. 

Ter netos é viver três infâncias, a nossa, a dos filhos e a dos netos. É a grande emoção de ver renascer a verdadeira e linda alegria que só pode vir do coração de uma criança.


Ter netos não é uma sensação de um só dia, pois veio com tudo para ficar. 


Parece que é um amor que tem a luz de um cometa cuja grande calda incendeia até a água, quando ele cai e atinge o mar.

*******************

Essas são, para mim as 10 maiores emoções e sensações que podemos ter e que nos marcam a vida desta passagem terrena. 

Mas cada um de nós pode e deve ter a sua lista particular que iguala, suplanta ou se acrescenta a esta minha.

O mais importante é que todas essas sensações ficam impregnadas na nossa alma e no nosso coração e nos ajudam a ser seres mais preparados para viver uma nova vida em uma nova dimensão.


Afinal são sempre os aprendizados que lapidam a alma quando aprendemos a viver com alegria todas as nossas grandes e fortes emoções.

Como escreveu certa vez Vinicius de Moraes num de seus poemas:


É claro que a vida é boa, e a alegria é a única e indizível emoção!