São Manuel disponibiliza mais um número para a Central Covid-19

by thiagomelego 16 de janeiro de 2021 at 10:26 AM
Comentários desativados em São Manuel disponibiliza mais um número para a Central Covid-19

Devido ao expressivo aumento de consultas e solicitações de exames do COVID-19 pela população, a prefeitura de São Manuel resolveu reforçar o atendimento da Central COVID, com a liberação de mais uma linha telefônica com aplicativo WhatsApp, onde as pessoas poderão deixar mensagens que serão respondidas pela Central de Atendimento.

As consultas e solicitações da população sobre o COVID-19 poderão ser feitas através dos telefones: (14)99740-8628 no horário das 8h00 às 20h00 (ligações + WhatsApp) e (14) 99678-7089 no horário das 8h00 às 16h00 (somente ligação).

As pessoas com qualquer sintoma do COVID-19 poderão tirar suas dúvidas, solicitar agendamento de exames ou outros atendimentos, através dos telefones disponibilizados.

Durante este mês de janeiro, com o aumento da demanda, a linha que estava disponibilizada congestionou e isto provocou uma demora maior no atendimento. Com a nova linha disponível e ainda coma possibilidade da pessoa deixar a mensagem via aplicativo do WhatsApp, o objetivo e melhorar esse atendimento direto à população.

A Unidade Gripal que se encontra instalada no hospital da Casa Pia São Vicente de Paulo também vem atendendo um número significativo de consultas diárias, num trabalho incansável das equipes que se revezam, quer nas consultas realizadas, quer na realização de coleta de material para exames agendados ou realizados conforme prescrição médica, após a consulta realizada.

A Administração Municipal também contratou junto ao hospital local, 9 leitos de enfermaria e 5 leitos de UTI para o atendimento dos pacientes portadores da COVID-19. Esses leitos vem sendo constantemente ocupados, dando o atendimento necessário à população que precisa.

O número de pessoas infectadas pelo novo coronavirus vem subindo em todo o Estado de São Paulo, inclusive em São Manuel, onde a contaminação maior registrada é na população mais jovem, que ao não seguir a orientação dos protocolos sanitários, acaba além de se contaminar, contaminando as pessoas que residem em suas casas; ou seja, seus pais, avós, irmãos e demais parentes.

As pessoas devem manter o isolamento social, usar máscaras, lavar sempre as mãos e fazer a higienização com álcool gel ou 70.