Ameaça contra Diretora de Saúde de Anhembi é investigada pela Polícia Civil

by thiagomelego 20 de junho de 2020 at 9:58 PM
Comentários desativados em Ameaça contra Diretora de Saúde de Anhembi é investigada pela Polícia Civil

A Policia Civil de Anhembi começou nesta semana a apurar quem são os autores das ameaças contra a Diretora de Saúde de Anhembi, Renata Albuquerque, e contra equipamento público de saúde (Posto de Saúde) que deve ser inaugurado nos próximos dias.

No último domingo, 14, Renata Albuquerque recebeu mais de 30 ligações anônimas com ameaças de morte, inclusive contra seu filho menor de idade.

O autor do atentado exigia que a Diretora não inaugurasse o novo posto de saúde da cidade, no próximo mês. Renata relatou que se sente insegura com as ameaças, principalmente contra sua família. Ela considerou que o Posto de Saúde é extremamente importante para a cidade, especialmente agora em período de pandemia de Covid-19.

A primeira providência será pedir a quebra de sigilo telefônico para identificar os números de Imei (International Mobile Equipment Identity), quais torres de transmissão fizeram as conexões até o celular da diretora de Saúde. Esse registro é fornecido pelas empresas de telefonia. Além disso, outras linhas de investigações estão sendo tomadas.

“Já ouvimos a diretora de Saúde, Renata Albuquerque, que recebeu as ameaças de morte e também ouviu as ameaças de morte contra seu filho menor de idade. Como se trata de crime que exige investigação de qual telefone partiu as ameaças anônimas, encaminhamos um pedido judicial para quebra de privacidade de telefones das pessoas suspeitas e da vítima”, informou o delegado Geraldo Franco, titular da delegacia de Anhembi. O pedido foi formulado no Fórum de Conchas.

Dr. Geraldo Franco contou que em sua carreira de delegado de polícia investigou muitas ocorrências estranhas e violentas, mas nunca trabalhou em caso semelhante, envolvendo ameaças contra a inauguração de um posto de saúde. “Em uma época de pandemia, quando se pensa em atendimento médico, esse tipo de ameaça se caracteriza um caso grave. Nunca vi ou investiguei caso semelhante, de uma pessoa, especialmente agente público, ser ameaçada por realizar obras na saúde”.

O delegado apontou uma série de crimes tipificados no direito penal, como ameaça, assédio moral, ameaça a servidor público e contra prédio e equipamento público, ameaça à menor e até feminicidio. “Vamos trabalhar para identificar o autor ou os autores desse crime e apresentar para a Justiça”, disse.

Leia Notícias

Gostou? Compartilhe e ajude mais pessoas a ter informação!